A importancia do ferro na gestacao

É o mineral mais abundante no nosso planeta, mas infelizmente é a desordem nutricional mais comum no mundo, cerca de 1/3 da população mundial tem carência de ferro. No Brasil, 30% das gestantes têm deficiência de ferro, assim como 50% das crianças.

Na nossa sociedade, o ferro na alimentação vegetariana é um tabu, imaginem na gestação quantos questionamentos, dúvidas e medos são enfrentados?

É um mineral fundamental para o desenvolvimento do cérebro e células do bebê durante a gestação, por isso as necessidades duplicam e as gestantes precisam aumentar o seu volume de sangue em 20% no primeiro trimestre, no último trimestre ocorre à transferência de ferro da mãe para o bebê poder armazenar em seu organismo, também é necessário uma reserva para a reposição das perdas sanguíneas no parto.

A carência desse mineral pela gestante pode comprometer a saúde da mesma e do bebê, que está relacionado com: aborto, aumento da mortalidade perinatal e prematuridade, alterações no sistema imune, depressão pós-parto, prejuízos no desenvolvimento e crescimento fetal.

Os veganos apresentam melhor estado nutricional de ferro do que os vegetarianos, porque o cálcio e algumas proteínas presentes nos ovos, leite e derivados são grandes inibidores na absorção desse mineral. Outros alimentos que diminuem a absorção de ferro e devem ser evitado: chá preto, cacau, café e chá de ervas, principalmente durante e após as refeições.

Alimentos que ajudam na absorção de ferro: vitamina C, frutas, verduras, FOS (fruto-oligossacarídeos) encontrado naturalmente na escarola, banana, alho, aspargo, alcachofra, cebola, centeio, cevada, entre outros.

As principais fontes de ferro: feijão branco, carioca, rosinha, preto e lentilha; aveia, farelo de trigo, cevada, quinoa e pães 100% integral; sementes de abóbora, gergelim, girassol e linhaça; tahine, castanha-de-caju, avelã, amêndoas e pistache; melado de cana e açúcar mascavo; frutas secas como damasco, pêssego, uva passa com semente e figo; condimentos naturais como sálvia, hortelã, salsa, tomilho, cominho, coentro e curry; agrião, rúcula e mostarda.

As fontes alimentares de ferro devem ser combinadas com os alimentos que ajudam na absorção desse mineral e fazer parte do cardápio diário da gestante.

Através da alimentação balanceada raramente atinge a necessidade diária de ferro, por isso, todas as gestantes devem suplementar mesmo não apresentando anemia ou deficiência. Consulte um nutricionista ou médico para avaliar o estoque de ferro (ferritina e hemograma) e suplementar individualmente.

http://www.anda.jor.br/29/11/2012/a-importancia-do-ferro-na-gestacao

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × três =